domingo, 7 de junho de 2009

O riso com carga de choro

Há quem diga que a televisão não passa de um entretenimeno barato e nada útil, verdadeiramente, ao ser humano. Muitos que se dizem apaixonados pelo produto televisivo são motivos de chacota e piadinhas pelos 'pseudo-cults'.

As quatro comandam o programa. Eu gosto muito.

Surpreendam-se.

Eu assistia a um programa que teoricamente não deveria me sentir identificado no mesmo. O 'Saia Justa' passa semanalmente no GNT e é composto pela conversa de quatro mulheres sobre vários temas. Ontem falavam sobre depressão e a imposição de ser feliz no mundo capitalista-consumidor.

As pessoas que se sentem infelizes ou tem problemas tem que fingir estarem felizes full-time para continuarem sendo aceitas nos seus grupos sociais. As pessoas não-felizes, digamos assim, são mau vistas nos grupinhos, pois trazem algo de negativo e hoje a moda é ser feliz e ter alto-astral. Xô problemas.

Porém, o curioso é que se você disser ao seu grupinho que você está 'deprimido' é algo totalmente diferente. A depressão é uma doença vistam com olhos de normalidade e seus amigos te apoioarão, caso você precise. Muitos dizem que estão deprimidos somente para chamar atenção no próprio grupo. Depressão está na moda e é chique possuir essa doença em algum momento na vida e, porque não, em vários.

Por que a infelicidade é negativa? Por que a depressão é bem vista?

A que ponto chega o ser humano que, para ser bem quisto e bem visto no seu grupo de convívio social, pode estar em um dos piores momentos da vida, mas chega rindo na rodinha e faz piadas. É como se nada o fizesse mal e toda a sua vida fosse um mar de rosas. Tudo para não transparecer a momentânea infelicidade.

Acredite.... muitos dos que riem, choram por dentro!

3 comentários:

Sandro Becker disse...

eu tbm gostava bastante desse programa... e continuo gostando, só q hj num da mais pra assistir....
sobre ser happy full time, são as imposições da globalização, viva a auto aceitaçaõ, viva os circulos sociais e viva a industria!!

abçs

Juliana Cardoso disse...

"Acredite.... muitos dos que riem, choram por dentro!"

falou tudo nessa frase
tanta gente aí, que olhando de fora parece ter a vida perfeita né? mas só cada um mesmo que sabe a verdade pelo o que realmente está passando.
Por isso eu acho mais importante "ser" do que "ter".
Pena que todo mundo resolveu andar na contra-mão e quer mostrar tudo a todo custo.
=(
triste, mas faz parte da evolução... rs
adorei seu blog viu

se puder visitar o meu
:)
bjinhus

Jojo =] disse...

sei lá. às vezes rir ajuda a superar a tristeza. O que importa é não querer ser triste, e só esse pensamento já ajuda.
nunca vi o programa, mas a maite no top 5 do cqc segunda hahahah
bjos amoree